sábado, outubro 15, 2005

Solitude for you, baby!

Há experiências em sua vida que o marcaram para sempre, entre tudo o que poderia ter se tornado mais um fato banal enterrado no passado aquilo ainda queimava como brasa irrompendo uma fenda em seu simulacro sentimentaloide. Porque ele se entregava a tudo aquilo que o tragava pro mundo dos esquecidos? Ontem em sua cabeça martelavam perguntas que jamais deveriam ser questionadas, afinal do que valeria a ética se no final ele seria o resto imprestável aos propósitos por ele intencionados? Talvez ele precise mesmo rever os seus conceitos, talvez não haja muito mais o que pensar: Faça tudo o que tiver vontade, doa a quem doer, ou então fique chupando o dedo no final!

E quando a letra da música diz: "who now is left alone, but me..." ele se encontra refletido no espelho.

4 Comments:

Anonymous Luciana said...

É de extrema importância rever conceitos, pois a realidade é dinâmica (se é que a realidade existe)

A solidão cai bem nesse momento sendo um estado criativo, produtivo uma vez que quando estamos sós podemos nos conhecer melhor. Conhecer nossas habilidades, desejos, sonhos, aptidões... assim como os nossos limites, deficiências, imperfeições...

Eu já viajei bastante cantando: How many times have I done this to myself?...How long will it take before I see? When will this hole in my heart be mended? Who now is left alone but me...

8:03 PM  
Blogger garoto complicado said...

eita!
conhece direitinho a música!
:***

9:40 PM  
Anonymous Edu said...

Gostei do blog.
Acho que volto mais vezes aqui

12:06 PM  
Anonymous Anônimo said...

Parou de escrever?
Não devia, seus textos são realmente muito bons.

9:15 PM  

Postar um comentário

<< Home